(LF-2015) Questões de Sociologia - II

domingo, 31 de maio de 2015

Livro: Sociologia Geral. Bruno Konder Comparato. Capítulo 2: Objeto e métodos da sociologia.



Conforme o capítulo 2, a sociologia é um campo científico muito amplo. Nesse sentido ela se subdivide em várias ramificações temáticas e do conhecimento. Levando em consideração a amplitude da sociologia, o papel do sociólogo, os métodos analítico-investigativos e o objeto de estudo sociológico se tornam nuances, cujas precisão teórica e procedimentos exigem definições conceituais em linhas teóricas específicas.

Julgue em Certo ou Errado os seguintes itens:

1    1. Para Max Weber, a sociologia é conceituada como “ações sociais” e como “compreensão”.
R. Certo.

2    2. Ao definir o significado e o conceito de sociologia, Max Weber define também o objeto e o método do conhecimento: a ação social é o método.
R. Errado.

3    3. Na definição conceitual da sociologia, conforme Comparato, Weber entende que o objeto do conhecimento diz respeito à ação social.
R. Certo.

4    4.  Émile Durkheim se opõe a Weber no que diz respeito ao objeto do conhecimento da sociologia. Para Durkheim, o objeto é um conjunto de "fatos sociais”.
R. Certo.

5    5. Para Durkheim os fatos sociais são espécies de fenômenos sociais que estão além de ideias e sentimentos. Eles são da externalidade do indivíduo, e lhes imprime uma aparência até mesmo de autossuficiência e intimidade.
R. Certo.

6    6. Durkheim diz que os fatos sociais são conhecidos e bem definidos por nós seres humanos. Nesse sentido que surge a tese de que, os fatos sociais são frutos da produção intimista do indivíduo.
R. Errado.

7    7.  O procedimento metodológico empregado no tratamento dos fatos sociais requer do sociólogo o entendimento do objeto como “coisas”.
R. Certo.

8    8.  Para Durkheim, a comparação dos fatos sociais com “coisas” se deve ao entendimento de que este objeto é inerente ao indivíduo. Portanto, não se pode conhecer os fatos separadamente do indivíduo.
R. Errado.

9    9.  A teoria durkheimiana entende que os fatos sociais se apresentam a nós como isolados dos indivíduos. É nesse sentido que, também os fatos sociais devem ser estudados separadamente dos indivíduos.
R. Certo.

1    10. Weber difere de Durkheim num aspecto fundamental: na compreensão dos fenômenos sociais. Para Weber, existem ações que não são frutos dos significados sociais, tais como os acidentes de trânsito, terremotos etc. Mas, a intencionalidade e os conflitos, por exemplo, são ações sociais, pois emanam das significações humanas, e que exigem, portanto, compreensão.
R. Certo.

      11. Na definição metodológica da sociologia, Durkheim vê a princípio, que o novo conhecimento deveria seguir o curso da experimentação, assim como as demais ciências. Podemos inferir desse princípio que o seu intuito era dar um caráter formal e rigoroso à nova ciência.
R. Certo.

1    12. Para Durkheim, a experimentação dos fatos sociais em laboratório não seria exequível. Nesse sentido, ele cria experimentações indiretas. Ou seja, comparações.
R. Certa.

1    13. Weber defende a tese de que a realidade social deve ter como base investigativa as explicações causais.
R. Errado.

1    14. As ciências da natureza utilizam as explicações causais para investigar seus objetos. Weber diz que a sociologia deve buscar a compreensão pela interpretação.
     R. Certo.
 
15. Weber parte do pressuposto de que a subjetividade dos sujeitos sociais é imprescindível para o conhecimento da intencionalidade dos atos. Para a investigação dos aspectos subjetivos, o sociólogo também usa sua subjetividade analítica como instrumento científico.
R. Errado.

Contextualização e inferências
Vimos nesse capítulo que a sociologia está à serviço da melhoria da sociedade. Mas antigamente as pesquisas sociais eram rudimentares. No início do século XIX, por exemplo, as pesquisas sociais eram demandadas pelo governo para fins interventivos ou “politiqueiros”. A precariedade instrumental da época se devia também ao fato de que, os pesquisadores eram curiosos, pessoas sem formação competente para o emprego das análises sociológicas.
Atualmente a sociologia atende às múltiplas demandas, inclusive as do governo. No entanto, não é mais um instrumento exclusivo de um agente, apenas, mas, sim de um meio, cujo fim é a melhoria e ou a transformação da sociedade, conforme Marx. Nesse intuito a demanda pode ser alvitrada pelos movimentos sociais, pelo governo, pelas ONGs, pela própria sociedade, e também pelas comunidades.
 Para Durkheim a sociologia é um veículo de melhoria das condições sociais. Já para Weber a pesquisa sociológica deveria ser separada da militância política, pois a finalidade da sociologia é a melhoria da sociedade, e não mera oposição política. Seria de suma importância um breve histórico dos movimentos sociais, suas lutas, conceitos, finalidades, pois o senso comum confunde sociologia com partidarismo revolucionário, sobretudo nesse período especial de grandes tensões políticas no Brasil, desde a gestão no Executivo pelo Partido dos Trabalhadores.


0 comentários:

Postar um comentário

 
Liceu Filosofia © 2015 | Desenvolvido por David Edson