Segmund Freud

sábado, 13 de agosto de 2016



3º ANO do ENSINO MÉDIO

Descreva nos comentários abaixo, com suas palavras, qual a importância do pensamento de Freud, utilizando o que foi estudado sobre ele nas páginas 468 a 471 do livro didático de Filosofia e utilizando o vídeo anexado.


Fonte: www.youtube.com/watch?v=l7NpumQibGk


Bons estudos!
Prof.: Alberto

31 comentários:

  1. Sigmund Freud contribuiu com a ciência do século XIX, com a psicanálise, área de conhecimento que abrangia o estudo do inconsciente humano, a fim de entender as doenças mentais e futuramente até o próprio homem. A contribuição de Freud foi de gramde importância para o campo científico, pois, agora a mente humana havia se tornado alvo de estudos e principalmente, graças às conclusões freudianas, o entendimento do funcionamento biológico dos seres humanos ficou mais completo, devido a não separação entre o corpo e a mente. Fato esse que não acontecia nas ciências biológicas nesse período.
    "Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro." - Sigmund Freud

    Matheus Rodrigues 3°C

    ResponderExcluir
  2. Dentre o grupo "mestres da suspeita" Sigmund Freud se destacou por estudar a área da psicanálise, onde se aprofundava no inconsciente do homem, para entender as atitudes e as formas como os humanos agiam dentro da sociedade. Os estudos de Freud ajudaram grandiosamente no entender da mente humana e destacavam que a mente não se separa do corpo, andam em conjunto.


    “Existem momentos na vida da gente, em que as palavras perdem o sentido ou parecem inúteis, e, por mais que a gente pense numa forma de empregá-las elas parecem não servir. Então a gente não diz, apenas sente.”

    ISRAEL CAIXETA 3º"A"

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Freud e o inconsciente

    Freud distinguiu três níveis de consciência, na sua inicial divisão da mente:
    - Consciente: é capacidade de ter percepção dos sentimentos, pensamentos, lembranças e fantasias do momento;
    - Pré-consciente: relacionado com os conteúdos que podem facilmente chegar à consciência;
    - Inconsciente: é o material não disponível à consciência do indivíduo.
    No entanto, o ponto crucial da abordagem psicanalítica de Freud é a convicção da existência do inconsciente.

    Aluna: Raquel Barros da Silva 3"C"

    ResponderExcluir
  5. Freud formulou algumas teorias entre elas:
    Os sonhos são frutos do inconsciente e a interpretação dos sonhos é uma forma de entender os medos, desejos da pessoa analisada.
    Os sonhos trazem a tona desejos reprimidos, e o método utilizado por Freud é a livre associação.
    Freud também desenvolveu três conceitos:
    -O ID representa os processos primitivos do pensamento, nossos desejos mais íntimos
    -O Ego funciona como a nossa consciência.
    -O superego censura os desejos mais íntimos.
    Os indivíduos em geral apresentam pulsações/instintos que conduz os indivíduos à atividades que geram prazer.
    Stefany Joaquina Sousa Farias 3ºC

    ResponderExcluir
  6. A filosofia Analítica caminhou por duas vertentes: Positivismo e a Filosofia Linguística.O positivismo, oriundo do atomismo lógico criado por Bertrand Russell e da filosofia inovadora de Wittgenstein. A filosofia lingüística, nascida de G. E. Moore, que sempre destacou a importância da análise do senso comum e da linguagem cotidiana.
    Os principais pontos em comum são a crença de que o motivo principal da filosofia é a linguagem; e a idéia de que a metodologia filosófica a ser seguida é a análise lógica.
    O único conceito que mantém coesa a filosofia analítica é o da lógica contemporânea. O positivismo lógico era a principal vertente, a qual predominou até o começo dos anos 50.
    De um lado ela caminhou para ara a ciência cognitiva e a filosofia da mente; de outro, na direção de uma metafísica, diria até uma teologia analítica.
    Lueny Amorim 3A

    ResponderExcluir
  7. Sigmund Freud desenvolveu a Psicanálise, ou seja,
    uma teoria do funcionamento da mente humana e um método exploratório de sua estrutura, destinado a tratar os comportamentos compulsivos e muitas doenças de natureza psicológica supostamente sem motivação orgânica.

    Para Freud, a maior parte das funções psíquicas ocorre no inconsciente, sede das pulsões,forças internas que provocam tensões, como as de natureza sexual e de agressão.

    Ao descrever o aparelho psíquico, Freud utiliza três instâncias:
    - Id: Sede das pulsões. Seus conteúdos são inconscientes, alguns inatos e outros recalcados.Se orienta pelo princípio do prazer.
    - Ego: é a instância intermediária entre o id e o mundo externo.Se orienta pelo princípio de realidade.
    - Superego: resulta da internalização das proibições impostas pela educação, de acordo com os
    padrões da sociedade em que vivemos.

    ResponderExcluir
  8. Freud buscou explicar a vida humana (pessoal e individual, mas também pública e social).A psicanálise compreende as grandes manifestações da psique como um conflito entre as tendências sexuais ou libido e as fórmulas morais e limitações sociais impostas ao indivíduo. Esses conflitos geram os sonhos, que seriam, segundo a interpretação freudiana.
    A psicanálise, que se faz através da conversação, trata as doenças mentais a partir da interpretação desses fenômenos,outro conceito agregado à teoria por seu próprio criador foi o de sublimação, que compreende a transferência da libido para outros objetos de natureza não sexual, gerando fenômenos como a arte ou a religião.
    Freud expôs uma divisão da mente humana em três partes:
    1) o ego que se identifica à nossa consciência;
    2) o superego, que seria a nossa consciência moral, ou seja, os princípios sociais e as proibições que nos são inculcadas nos primeiros anos de vida e que nos acompanham de forma inconsciente a vida inteira;
    3) o id, isto é, os impulsos múltiplos da libido, dirigidos sempre para o prazer.
    Lueny Amorim 3A

    ResponderExcluir
  9. Freud, com o a psicanálise, consegue modificar as visões anteriormente tida pela psicologia, como também a de como o ser humano é visto, sendo que na psicanálise, todos os nossos atos são constituídos devido a manifestações tanto exteriores quanto interiores.
    Para Freud, as atividades humanas estão associadas ao inconsciente, um exemplo é a atividade sexual, para ele, esta não deve ser somente associada ao aspecto físico, trata-se também da sublimação.
    Atualmente, os tratamentos psicológicos existentes, são devidos a psicanálise e seus sentidos.

    Maria Jeane 3°C

    ResponderExcluir
  10. Sigmund Freud, foi quem desenvolveu a teoria da psicanalítica que tentava entender os acontecimentos da vida do ser humano e suas origens da vida psíquica em que ele busca compreender coisas que nem o próprio homem sabe sobre si, em que todos os nossos atos cometidos são de extrema importância para tomar a qualquer manifestações e que pode levar o homem através disso podendo provocar tensões de nível agressivo e sexual, assim até criando conceitos que na época foram de grande repercussão assim levando a ver que o homem e levado a ações do seu inconsciente e subconsciente associadas também a cultura e seu meio e levando até hoje que existes tratamentos baseados nessa teoria.
    Ana Flávia 3ª ano "B"

    ResponderExcluir
  11. Freud iniciou seus estudos pela utilização da técnica da hipnose como forma de acesso aos conteúdos mentais no tratamento de pacientes com histeria. Ao observar a melhora de pacientes Charcot, elaborou a hipótese de que a causa da doença era psicológica, não orgânica. Essa hipótese serviu de base para seus outros conceitos , como o do inconsciente. Freud também é conhecido por suas teorias dos mecanismos de defesa, repressão psicológica e por criar a utilização clínica da psicanálise como tratamento da psicopatologia, através do diálogo entre o paciente e o psicanalista. Freud acreditava que o desejo sexual era a energia motivacional primária da vida humana, conhecida como libido, assim como suas técnicas terapêuticas. Sua obra fez surgir uma nova compreensão do ser humano: um animal dotado de razão imperfeita influenciado por seus desejos e sentimentos que cria na mente destes um tormento pela contradição entre esses impulsos e a vida em sociedade tinha uma visão biopsicossocial do ser humano. Fatos como a descrição de pacientes curados através do diálogo por Josef Breuer e a morte do colega Ernst von Fleischl-Marxow por overdose do antidepressivo da época, a cocaína, levou-o ao abandono das técnicas de hipnose e drogas para utilizar uma nova metodologia: a cura pela fala, a Psicanálise, em favor da interpretação de sonhos e da livre associação, como vias de acesso ao inconsciente.
    Gustavo Vladson 3°C

    ResponderExcluir
  12. Sigmund Freud foi o fundador da psicanalise que possui três sentidos: o método interpretativo, tratamento psicológico e a teoria, que nos seus estudos baseou-se na hipótese do inconsciente. Para Freud essa hipótese permite compreender uma série de acontecimentos da vida psíquica, como a de nossos atos constituídos de manifestações exteriores ou de manifestações ocultas que podem ser interpretadas. Ele também delimita três instâncias diferenciadas: o id ("princípio do prazer", tinha a função de descarregar as tensões biológicas), o ego ("princípio de realidade") e o superego (que é gradualmente formado no "Ego", e se comporta como um vigilante moral).
    O pensamento de Freud foi de fundamental importância para o campo científico, pois agora a mente humana se tornou alvo de estudos graças às conclusões freudianas, o entendimento do funcionamento biológico dos seres humanos ficou mais completo, devido a não separação entre o corpo e a mente.

    João Gilberto dos Santos Leal 3°C

    ResponderExcluir
  13. Sigmund Freud contribuiu com a psicanálise. Ou seja, área de conhecimento que abrangia o estudo do inconsciente humano, a fim de entender as doenças mentais e futuramente até o próprio homem. Com a importância em tais foi de fundamental para o campo científico. Freud procurou desde de seus fundamentos teóricos, relacionar os pensamentos filosóficos com os neurológicos, com isso, teria como objetivo, ampliar os campos de seus pacientes em diversos aspectos.
    Para chegar a ser o pai da psicanálise, foi importante para si mesmo, investigar todo o seu caminho, para ai sim, compreendermos o por quê de ser o 'pai' desses fundamentos.

    Larissa Jones 3 ANO B

    ResponderExcluir
  14. Freud é considerado por muitos o pai da psicanálise, ele foi responsável por idéias importantes durante o século XX e sua importância transcende não só a psicologia, mais sim a cultura ocidental como um todo.

    Nathan Reis de Morais Ramon 3° A

    ResponderExcluir
  15. Sigmund Freud fundou a psicanálise,baseada na hipótese do inconsciente.A psicanálise possui três sentidos: é um método interpretativo,um tratamento psicológico e uma terapia,ou seja,um conhecimento que o método produz. Para Freud,a maior parte das funções psíquicas ocorre no inconsciente,sede das pulsões,forças internas que provocam tenções,como as da natureza sexual e da agressão. A energia que está na base sexual é chamada por Freud de libido.
    Freud delimita três instâncias diferentes,o id-"isto",o ego- "eu" e o superego ou super-eu.
    Karen Madeira de Albuquerque Silva. •3° ano "C"

    ResponderExcluir
  16. Freud desenvolveu a Psicanálise,uma teoria do funcionamento da mente humana e um método exploratório de sua estrutura a fim de entender as doenças mentais e futuramente até o próprio homem graças a eles principalmente, graças às conclusões freudianas, o entendimento do funcionamento biológico dos seres humanos ficou mais completo, devido a não separação entre o corpo e a mente
    Bruno Sousa Paiva 3° "C"

    ResponderExcluir
  17. Freud ajudou a compreender o porquê dos sonhos,já que é o inconsiente e a interpretação dos sonhos que era para mostrar os medos,o trauma ... e era o inconsciente mostrando que tem algo de errado,e que necessita de tratamento.Dividiu o psíquico em id,ego e superego para facilitar a identificação do problema do paciente.Ajudando na psicanálise e o entendimento do funcionamento biológico do ser humano.
    Raíssa de Oliveira Santos 3°C

    ResponderExcluir
  18. Freud foi o fundador da psicanálise, baseada na hipótese do inconsciente fenômeno representacional psíquico está relacionado ao sistema nervoso humano. As representações, segundo Freud, são analógicas e imagéticas. Estas se inter-relacionam através de redes associativas. As redes associativas das representações são provenientes do processo fisiológico cerebral, que se baseia em uma rede de neurônios. Esse processo ocorre através de um mecanismo reflexo a informação parte por uma rede associativa de neurônios até chegar à região motora e sensorial. Ela provoca então, modificações nas células centrais, causando a formação das representações.

    Lucas de Melo Macedo 3º A

    ResponderExcluir
  19. O pensamento dele foi muito importante para a sociedade ois levou a varias descobertas como a teoria do processo de pensamento Segundo Freud, o processo de pensamento é a ativação ou inibição dos complexos de sensações associadas que tornam possível o fenômeno representacional psíquico, o que se dá através da energia que flui no sistema nervoso pelos sistemas de neurônios. Podemos distinguir, neste processamento, um nível primário e um secundário.

    Allana Primo 3º A

    ResponderExcluir
  20. Sigmund Freud, o pai da psicanálise, revolucionou as concepções que existiam sobre o inconsciente humano. Em sua época, doenças como a histeria eram tratadas apenas com medicações e não havia o diálogo entre o médico e paciente. Revolucionando esse método, Freud realizava o resgate aos traumas (muitas vezes sofridos na infância) para compreender os problemas psíquicos de seus pacientes, que eram levados a revelar tudo o que habitava o inconsciente. Em seus trabalhos, o campo dos sonhos também foi extremamente explorado. Desse modo, os sonhos não eram fruto de revelações divinas ou afins, mas a realização de desejos inconscientes. O campo do inconsciente humano era concebido como uma parte muito mais vasta do que o consciente. Por Freud, a mente humana foi dividida em três: ego, id e superego. O id seria a parte mais íntima da mente, onde habitam os desejos mais absurdos regidos apenas pelo princípio do prazer. O ego é como um equilíbrio entre os ímpetos do id e do superego. Adequa-se as exigências da realidade, parte racional. O superego, por sua vez, combate a realização dos desejos do id, pois é regido pela moralidade. Surge com o complexo de édipo, no qual as proibições são internalizadas. As contribuições freudianas foram fundamentais para o desenvolvimento da psicanálise.
    Sara Vasconcelos Mendes
    3° ano C

    ResponderExcluir
  21. Pai da psicanálise, Freud foi um revolucionário ao afirmar teorias no campo científico que ainda não tinham sido estudas ou sequer pensadas. Relatou sobre o inconsciente, parte da mente humana que é desconhecida. “O que nós sabemos sobre nós é a menor parte do que de fato nós somos.”

    Criou polêmicas com muitas de suas teorias. Uma delas foi sobre a sexualidade e suas pulsões, que nos davam energia para fazer basicamente tudo. E quando reprimidas tais pulsões, a longo prazo, poderiam gerar neuroses. A afirmação da sexualidade presente em crianças através do Complexo de Édipo foi outra grande polêmica. “ O homem não é senhor nem da própria casa. Ele é governado por pulsões e desejos que determinam a sua vontade.”

    A ideia de que os sonhos não eram aleatórios e que possuíam sim um significado, foi um grande passo para o estudo do inconsciente, já que Freud afirmava que os sonhos eram espécies de “recados” enviados do inconsciente para a consciência. Desejos reprimidos que iam contra a moral humana sofriam transformações da mente e chegavam ao consciente diferentes e estranhos. Por isso eram de difícil compreensão. Freud, então, criou o método da associação livre.
    Freud não ignorou os sonhos, assim como também não ignorou pequenas coisas do comportamento humano que fazemos sem nos dar conta, o que ele chamou de atos falhos. Para ele, estes pequenos atos também tinham um significado.
    Laura Fagundes 3º C

    ResponderExcluir
  22. Sigmund Freud, pai da psicanálise, nasceu em 1856, e morreu em 1939. Durante sua vida, passou pelos cursos de Filosofia e Medicina, se especializando em Fisiologia Nervosa. Entre seus diversos estudos, Freud contribuiu enormemente ao mundo da psicologia ao distinguir o inconsciente em três:
    . Consciente - diz respeito à capacidade de ter percepção dos sentimentos, pensamentos, lembranças e fantasias do momento;
    . Pré-consciente - relaciona-se com os conteúdos que podem facilmente chegar à consciência;
    . Inconsciente - refere-se ao material não disponível à consciência ou ao escrutínio do indivíduo.
    No entanto, o ponto nuclear da abordagem psicanalítica de Freud é a convicção da existência do inconsciente como:
    . Um receptáculo de lembranças traumáticas reprimidas;
    . Um reservatório de impulsos que constituem fonte de ansiedade, por serem socialmente ou eticamente inaceitáveis para o indivíduo.
    Freud nos fez tomar consciência dos pensamentos e emoções inconscientes, da ambivalência das relações precoces de pais e filhos, e da presença, desde o nascimento, de pulsões sexuais.

    Pedro Henrique de Mendonça Torres | 3º ano C

    ResponderExcluir
  23. Freud fundou a psicanalise, baseada na hipotese do inconsciente. A psicanalise possui tres sentidos: é um metodo interpretativo, tratamento psicologico e uma teoria ou seja um conhecimento que o metodo produz. Freud distinguiu três níveis de consciência, em sua inicial divisão da mente: consciente - diz respeito à capacidade de ter percepção dos sentimentos, pensamentos, lembranças e fantasias do momento;
    pré-consciente- relaciona-se aos conteúdos que podem facilmente chegar à consciência;
    inconsciente- refere-se ao material não disponível à consciência ou ao escrutínio do indivíduo.
    Freud desenvolveu também a teoria psicanalítica, baseado em suas experiências clínicas do inconsciente. As motivações inconscientes estão disponíveis para a consciência, apenas de forma disfarçada. Sonhos e lapsos de linguagem são exemplos dissimulados de conteúdos inconscientes não confrontados diretamente. Muitos experimentos da Psicobiologia vêm afirmando a validade das idéias psicanalíticas sobre o inconsciente.
    Freud descreve o aparelho psiquico em tres etapas: ID, EGO, SUPEREGO

    De acordo com a teoria estrutural da mente, o id, o ego e o superego funcionam em diferentes níveis de consciência. Há um constante movimento de lembranças e impulsos de um nível para o outro.
    O id é o reservatório inconsciente das pulsões, as quais estão sempre ativas. Regido pelo princípio do prazer, o id exige satisfação imediata desses impulsos, sem levar em conta a possibilidade de conseqüências indesejáveis.

    O ego funciona principalmente a nível consciente e pré-consciente, embora também contenha elementos inconscientes, pois evoluiu do id. Regido pelo princípio da realidade, o ego cuida dos impulsos do id, tão logo encontre a circunstância adequada. Desejos inadequados não são satisfeitos, mas reprimidos.

    Apenas parcialmente consciente, o superego serve como um censor das funções do ego (contendo os ideais do indivíduo derivados dos valores familiares e sociais), sendo a fonte dos sentimentos de culpa e medo de punição.

    RODRIGO VINÍCIUS PEREIRA DE ARAÚJO
    3ºC

    ResponderExcluir
  24. Freud foi o grande responsável pela revolução no estudo da mente humana, formado em medicina e especializado em tratamentos para doentes mentais. Sua teoria, dizia que as pessoas que não colocavam seus sentimentos para fora tinha uma mente doente, esse tipo de pessoa que passa por esse problema, ela era capaz de se fechar tanto que esses sentimentos dentro de sua mente, após um tempo, esqueciam-se da existência. Com essa percepção, como era um grande psicanalista, resolveu tratar casos como estes através da interpretação dos sonhos das pessoas e também através do método da associação livre, ele fazia com que seus pacientes falassem qualquer coisa que lhes viessem à cabeça. Está sua forma fez com que os pacientes colocassem todos os sentimentos para fora, ou seja, assim ele era capaz de desvendar os sentimentos “reprimidos". Paula Fernanda Sila Rodrigues 3º "B"

    ResponderExcluir
  25. Freud foi o grande responsável pela revolução no estudo da mente humana, formado em medicina e especializado em tratamentos para doentes mentais. Sua teoria, dizia que as pessoas que não colocavam seus sentimentos para fora tinha uma mente doente, esse tipo de pessoa que passa por esse problema, ela era capaz de se fechar tanto que esses sentimentos dentro de sua mente, após um tempo, esqueciam-se da existência. Com essa percepção, como era um grande psicanalista, resolveu tratar casos como estes através da interpretação dos sonhos das pessoas e também através do método da associação livre, ele fazia com que seus pacientes falassem qualquer coisa que lhes viessem à cabeça. Está sua forma fez com que os pacientes colocassem todos os sentimentos para fora, ou seja, assim ele era capaz de desvendar os sentimentos “reprimidos".


    Paula Fernanda Sila Rodrigues 3º "B"

    ResponderExcluir
  26. A perspectiva psicanalítica de Freud surgiu no início do século XX, dando especial importância às forças inconscientes que motivam o comportamento humano. Freud, baseado na sua experiência clínica, acreditava que a fonte das perturbações emocionais residia nas experiências traumáticas reprimidas nos primeiros anos de vida. Desta forma, assumia que os conteúdos inconscientes, apenas se encontravam disponíveis para a consciência, de forma disfarçada (através de sonhos e lapsos de linguagem, por exemplo). Neste sentido, Freud desenvolveu a psicanálise, uma abordagem terapêutica que tem por objectivo dar a conhecer às pessoas os seus próprios conflitos emocionais inconscientes.

    Letícia Lisarda da Mata
    3º ano "A"

    ResponderExcluir
  27. Freud fundou a psicanalise, baseada na hipotese do inconsciente. A psicanalise possui tres sentidos: é um metodo interpretativo, tratamento psicologico e uma teoria ou seja um conhecimento que o metodo produz. Freud distinguiu três níveis de consciência, em sua inicial divisão da mente: consciente - diz respeito à capacidade de ter percepção dos sentimentos, pensamentos, lembranças e fantasias do momento;
    pré-consciente- relaciona-se aos conteúdos que podem facilmente chegar à consciência;
    inconsciente- refere-se ao material não disponível à consciência ou ao escrutínio do indivíduo.
    Freud desenvolveu também a teoria psicanalítica, baseado em suas experiências clínicas do inconsciente. As motivações inconscientes estão disponíveis para a consciência, apenas de forma disfarçada. Sonhos e lapsos de linguagem são exemplos dissimulados de conteúdos inconscientes não confrontados diretamente. Muitos experimentos da Psicobiologia vêm afirmando a validade das idéias psicanalíticas sobre o inconsciente.
    Freud descreve o aparelho psiquico em tres etapas: ID, EGO, SUPEREGO

    De acordo com a teoria estrutural da mente, o id, o ego e o superego funcionam em diferentes níveis de consciência. Há um constante movimento de lembranças e impulsos de um nível para o outro.
    O id é o reservatório inconsciente das pulsões, as quais estão sempre ativas. Regido pelo princípio do prazer, o id exige satisfação imediata desses impulsos, sem levar em conta a possibilidade de conseqüências indesejáveis.

    O ego funciona principalmente a nível consciente e pré-consciente, embora também contenha elementos inconscientes, pois evoluiu do id. Regido pelo princípio da realidade, o ego cuida dos impulsos do id, tão logo encontre a circunstância adequada. Desejos inadequados não são satisfeitos, mas reprimidos.

    Apenas parcialmente consciente, o superego serve como um censor das funções do ego (contendo os ideais do indivíduo derivados dos valores familiares e sociais), sendo a fonte dos sentimentos de culpa e medo de punição.
    Marcus Gabriel 3° ano B

    ResponderExcluir
  28. Freud considera as representações como entidades analógicas e imagéticas. Elas se originam da percepção, seja interna (os traços mnésicos das excitações internas), seja externa (as imagens mnésicas dos objetos), e são concebidas como unidades mentais — fundamentalmente imagens psíquicas de objetos e sensações exteriores ao aparelho psíquico. Como não são entidades isoladas, mas estão relacionadas em redes associativas que espelham sua ocorrência na realidade externa, são capazes de representar também relações e eventos.
    Kleber Alves 3-B

    ResponderExcluir
  29. Freud desenvolveu a psicanálise onde estudava o comportamento da mente e descobriu que tudo que a mente transmite nem sempre é o que nos fazemos e algumas vezes deixamos de fazer por medo.
    Gabriel Ferreira 3 ano B

    ResponderExcluir
  30. Sigmund Freud foi o fundador da psicanálise e não só revolucionou o mundo dos estudos e interpretações da mente, permitindo a criação de novas ciências, como também influenciou culturalmente nos movimentos de vanguardas artísticas e literárias. Freud apresentou o inconsciente, revolucionando a forma como os indivíduos se enxergam. Demonstrando a incapacidade do ser humano de se conhecer, já que na verdade se conhece apenas o consciente, ignorando o subconsciente e o inconsciente. Mas Freud não parou por aí, ele fundamentou uma teoria, criou diversos conceitos (id, ego, superego, atos falhos, chistes, libido, repressão, entre outros) e criou o método a associação livre, pelo qual é possível sondar o inconsciente e até mesmo curar desordens mentais, como traumas ou neuroses.
    Fernanda Sinara 3ºano A

    ResponderExcluir

 
Liceu Filosofia © 2015 | Desenvolvido por David Edson